Seguidores

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Talassoterapia


Talassoterapia é um termo nascido em princípios do séc.XIX.
Provem do grego "THALASSO" ( Mar ) e "THERAPIA" ( Terapia ).
Os primeiros que a usaram foram os franceses na metade do século passado e a sua prática se propagou e aumentou pelo mundo todo.
Que o mar possui propriedades medicinais e terapêuticas não é novidade.
Mas hoje a ciência médica moderna baseia-se nas propriedades marinhas de elementos como a água do mar, as algas, o barro, a brisa marítima e a areia para obter resultados terapêuticos de diversa ordem.
A vida nasceu do mar e, curiosamente, o plasma sanguíneo de alguns mamíferos (entre os quais se encontra o homem) tem uma composição semelhante à da água marinha.
«O plasma é que mantém os elementos do sangue revigorados (tanto os glóbulos vermelhos como os brancos) e transporta os elementos nutritivos para as várias células.
As células banham-se na água intersticial, que é um líquido semelhante ao soro fisiológico, com uma determinada quantidade de água e sais minerais, entre eles o cloreto de sódio.
Esse líquido apresenta, sem dúvida, a mesma composição química que existe na água do mar».
A talassoterapia, como cura marinha completa, faz intervir numerosas técnicas que envolvem os banhos de água salgada, as algas, os aerossóis, sendo a associação de tais técnicas dependente dos problemas a tratar.
«A técnica a utilizar, o calor dos banhos e dos duches, a sua força, a localização e a duração devem ser escolhidos após um exame médico prévio que determine com precisão a doença em causa, estabelecendo o tratamento a aplicar».
Os aerossóis consistem na inalação de vapores de água salgada e são especialmente benéficos nos casos de problemas nas vias respiratórias, sinusite e catarros rinofaríngeos.
«Os banhos tomam-se em piscinas colectivas com multijactos, jactos de costas, percurso de pernas, banho borbulhante, cascata e área para hidroginástica.
Todas estas técnicas intensificam o metalobismo celular, favorecendo o bem-estar.


BENEFÍCIOS GERAIS DA TALASSOTERAPIA-


Aumento da permeabilidade cutânea;
- As suas características iónicas facilitam a penetração dos compostos cosméticos ao se realizarem os tratamentos;
- Regula as funções orgânicas através do sistema neuroendócrino por acção catalética como cofator enzimático;
- Relaxa a musculatura tensa e crispada, transmitindo um aspecto descansado à pele;
- Tende a normalizar a secreção seborreia;
- Reduz a hiperidrose (transpiração excessiva, inclusive nos pés);
- Promove uma remineralização orgânica;
- Activa o metabolismo;
- Estimula a circulação sanguínea.


INDICAÇÕES DA TALASSOTERAPIA

- Problemas reumáticos
- Diminui a dor e interrompe a evolução de outros transtornos.
No caso de artrites e artroses que não estejam muito avançados, a aço da água do mar pode interromper o seu avanço a longo prazo, principalmente se a terapia for acompanhada de uma alimentação adequada e melhores hábitos de vida.
- Traumatismo circulatório - Principalmente nas pernas.
Por ser tonificante e anti-inflamatória, a água do mar estimula a circulação, e elimina a sensação de fadiga.
- Enfermidades cutâneas
- O poder desinfectante do iodo destrói os germes da pele, beneficiando principalmente acnes, furúnculos e outras afecções da pele.
Ajuda no processo de emagrecimento e colabora na redução da celulite, quando acompanhada de alimentação equilibrada e actividades físicas.
- Stress e fadiga - A ginástica aquática, com relaxamento e alimentação balanceada, ajuda na liberação do estresse e na recuperação do ritmo pessoal.
- Afecções respiratórias
- Os sais marinhos descongestionam e
desinflamam a mucosa nasal.


Aplicações Estéticas-

Envelhecimento cutâneo;
- Pele seca e desidratada;
- Manchas e melasmas;
- Flacidez;
- Anti-acne;
- Limpeza profunda da cútis;
- Celulite;
- Derrames varicosos;
- Drenagem linfática;
- Perda de cabelo;
- Alopecias leves e médias.


Postar um comentário

Total de visualizações de página