Seguidores

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Modeladores e Drenagem Linfática no pós operatório


Bonne nuit Chers

Muitas clientes definitivamente odeiam ter que usar as cintas modeladoras no pós operatório o.O
Msa não adianta reclamar o uso é essencial no pós cirúrgico estético esse acessório feio rs é imprescindível para potencializar, não só os resultados como a recuperação em si, mas também para propiciar mais conforto, segurança e mobilidade, posto que esses procedimentos restringem os movimentos do operado, principalmente quando das incisões mais amplas; sem contar que as cintas minimizam as dores nesse período. Por que usar as malhas compressivas, (ou as cintas modeladoras) no pós operatório das cirurgias plásticas e das intervenções estéticas menos invasivas e fazer a drenagem linfática manual? Vem comigo que eu explico ;)


As malhas exercem uma compressão, que além de estimular a circulação do sangue dando mais aporte sanguíneo e oxigênio aos tecidos da pele, diminui as chances de queloides e a formação de fibroses e ainda ajuda na nova modelagem do contorno corporal (como no caso da lipoaspiração); lembrando que uma malha exageradamente apertada pode referir mais dor, aumentar o edema ou causar isquemia pela falta ou ausência de circulação no local, podendo até provocar a necrose da pele pela compressão excessiva.
Por outro lado, e à medida que as cintas vão perdendo a sua elasticidade, elas devem ser trocadas para que a compressão seja devidamente ajustada. Em resumo, as cintas modeladoras assim como as placas de contenção usadas sob elas (ou quando indicadas pelo cirurgião), ajudam a evitar a formação de coleção de líquidos sob a pele, garante a postura corporal mais ereta e evita as dobras na pele.
Normalmente as intervenções cirúrgicas requerem o uso das cintas de um a três meses, onde, nessa etapa, o processo cicatricial entra na fase de maturação, período esse que já assegura mais resistência ou elasticidade às estruturas do tecido conjuntivo, (com a reorganização e remodelação do novo colágeno), quando tracionadas, evitando as deformações na pele. Mas existem casos em que a prescrição médica em relação ao uso dos modeladores é de até seis meses, principalmente nas peles mais flácidas, onde o uso prolongado auxilia numa maior retração e modelagem do corpo.

Drenagem linfática manual: embora os cirurgiões plásticos se preocupem em realizar cirurgias menos traumáticas ou que não cause grandes traumas vasculares, (e para isso lançam mão das novas ou avançadas técnicas da cirurgia plástica), algumas intervenções, como por exemplo, a abdominoplastia, dependendo da quantidade de pele ou de tecido gorduroso retirado, o procedimento pode acarretar um maior descolamento desses tecidos e nesse caso, ligações importantes de vasos são rompidas, bloqueando a circulação linfática e favorecendo o edema.

Mais substâncias, toxinas ou líquido "aprisionado" (acumulado) entre os tecidos e mais lenta a drenagem linfática natural, mais inchaço se apresenta; dessa forma, a técnica de drenagem manual no pós operatório é muito importante como coadjuvante na remoção desse edema, seja para evitar complicações, acelerar a recuperação do procedimento e do processo cicatricial ou condicionar ao operado um retorno mais rápido às suas atividades normais.

Fica a dica !

Beijos meus!
Postar um comentário

Total de visualizações de página